sábado, 7 de junho de 2008

quem??


Percebi então que cada plano é uma pequena prece para o senhor tempo
Eu olhei pros meus pés na UTI que cheirava a mijo e a morte
Eu controlei minha respiração e disse pra mim mesmo que já tinha suportado demais por hoje.
Enquanto os batimentos enfraqueciam e te levavam um pouco mais longe de mim

Entre as máquinas de venda e as revistas do ano passado.Num lugar onde só dizemos adeus!
Por causa de um deslize violento, agora as memórias dependem de uma câmera defeituosa em nossas mentes. E eu sei que você era verdade, e eu prefiria ser amado do que me nunca me deitar ao sol.Sinto falta que sentar na areia e sentir sua respiaçao ofegante,do teu olhar que penetrava no fundo dos meus olhos e alcançara a minh'alma!!

Então eu olhei ao redor, todos os olhos voltados pro chão enquanto a TV divertia a si mesma
Porque não tem conforto na sala de espera.
Só nervosismo ritmado pela espera da má notícia
Aí a enfermeira chega e todos levantam a cabeça.
E eu estou pensando no que o velho sabio disse: que amar é ver alguém morrer...

Quem vai te ver morrer?...

...............................................................................................................................................................

Toda vez que toca o telefone
Eu penso que é você
Toda noite de insônia
Eu penso em te escrever
Pra dizer
Que o teu silêncio me agride
E não me agrada ser
Um calendário do ano passado
Prá dizer que teu crime me cansa
E não compensa entrar na dança
Depois que a música parou

Toda vez que toca o telefone
Eu penso que é você
Toda noite de insônia
Eu penso em te escrever
Escrever uma carta definitiva
Que não dê alternativa
Prá quem lê
Te chamar de carta fora do baralho
Descartar, embaralhar você
E fazer você voltar
...

"Engenheiros do hawaii - perfeita simetria"

6 comentários:

Rutthiê. disse...

que amar é ver alguém morrer...

será?
tô vendo que é vioo
tô quase morrendo --'

Sunshine disse...

poxa q profundooo
mas s torna vedadeiro essa afirmação d q amar é ver alguém morrer.
bom texto moço!
=**
bejooo

M de Marla disse...

esse lance de amar é ver alguém morrer deve ser verdade, viu... há pouco tempo presenciei isso na minha família, e só podia ser amor o que a mulher sentia pelo cara que estava à beira da morte... ah, mas deixa isso pra lá.
será que ainda existe amor hoje em dia? será que em meio a tanta indiferença e egoísmo é capaz de surgir um sentimento que (dizem que é) tão belo?! rs

muito bom seu blog! o meu, como não 'sei escrever', é mais uma reunião de textos dos outros. mas pelo que vi aqui vc escreve bem, parabéns!

apareça mais, se quiser.
e boa semana também. aproveite-a da melhor maneira possível! ;)

=*
=)

M de Marla disse...

isso não foi um comentário, foi um post! hehehe

desculpa...

:X

Iza. disse...

que linda dor querido.

lindo!
nada de evitar mortes por aqui.
morrer é saudável quase que sempre.

o importante é não esquecer-se de nascer.

se quiser...
se não quiser continue morto.

ninguém nunca nota o cheiro de carniça mesmo.
já percebeu?

rá!

beijo chuchuuuu

Sandrinha disse...

"Amar é ver alguém morrer".

Porque dói. Dói muito, dói demais, há um vazio na alma quando isto acontece. Só que você cresce, você aprende, você se torna melhor, quando isto acontece.

Infelizmente, e infelizmente mesmo, nós só sabemos que amamos, quando perdemos. E isto não é bom... Porque não há a opção de dizer no momento presente, enquanto há um sentimento que te consome.

E eu troco "Perfeita Simetria" por "Telefone", na versão do Ira! com a Fernanda Takai:

"São três horas da manhã você me liga
Para falar coisas que só a gente entende
São três horas da manhã você me chama
E com seu papo poesia me transcende".

Se cuida, querido.

Beijos!